COMPARTILHAR

Dona Hana Markovits comemora no dia 26 de março, seu centenário. A Dona Klara/Hana, natural da Hungria, é sobrevivente do Holocausto (das últimas em São Paulo) e é protótipo da vida de muitos judeus europeus, que sobreviveram a tragédia do Holocausto.

Naquela época terrível perdeu os pais e um irmão. Pouco depois conheceu o Karchi, também sobrevivente do Holocausto, cuja a esposa e 2 crianças foram assassinadas pelos nazistas. Decididos a deixarem a sangrenta Europa, foram ilegalmente a então Palestina sob domínio inglês.

Seu navio com centenas de sobreviventes, foi detido por navio de guerra inglês e deportado para a Ilha de Chipre, sob domínio inglês. Meses depois obtiveram licença e foram para a Terra Prometida. Como todos, Karchi foi recrutado e lutou na Guerra da Independência e depois a de Sinai (em 1956).

Os dois tiveram 2 filhos: David S. Moran (que contribui com comentários no Pletz e outros órgãos) e Aviva. Em 1959 os pais resolvem imigrar para o Brasil e se estabelecem no Bom Retiro, São Paulo. Dona Hana/Klara trabalhou duro com o marido em confecções e fabricam também saias de plissê.

Depois do falecimento do Karchi/Carlos, em 1999 e da filha Aviva, em 2009, a Dona Hana mudou-se para o Residencial Israelita Albert Einstein. Lá ela participa de todas as atividades, gosta de todos e é muito querida pelos residentes, funcionários e diretores do estabelecimento.

A Dona Hana chega aos 100 anos de idade, tem um filho casado em Israel, que tem 3 filhos e 4 netos. No Brasil tem 2 netos e 3 bisnetos.

Mazal Tov, muita saúde, alegrias, felicidades e satisfação de todos que a amam!

Print Friendly, PDF & Email