Ivone Zeger

Início ARTIGOS Ivone Zeger

Quem nasce quer uma pátria, às vezes duas!

Por causa de um acontecimento imprevisto, ou um “jeitinho” para garantir duas cidadanias, as fronteiras se alargam para as crianças que chegam ao mundo.

Você é o feliz proprietário?

Sem o registro, o proprietário não pode, por exemplo, ser fiador, pois o imóvel não será uma garantia.

Terra prometida ou de ninguém?

A internet, mundo sem fronteiras do século XXI, prospera com a vigilância.

Escritura pública: para quê serve?

Comprar, Juntar, separar, partilhar, inventariar: as escrituras têm mil e uma utilidades.

Você já pensou na sua herança virtual?

O mais importante daqui para frente é que as pessoas se lembrem do mundo virtual ao realizarem seus testamentos.

Você ainda vai querer a senha!

É bom lembrar que as palavras ditas em um momento de descontração podem ser levadas pelo vento.

Você já pensou na sua herança virtual?

Quem ficará com sua empresa virtual? E o acervo pessoal?

O leão do IR passeia além-túmulo

Pessoas falecidas também declaram imposto de renda. Saiba como!

Os meus, os seus, os nossos e o Imposto de Renda

Pai ou padrasto; mãe ou avó: quem deduz o quê?

Ninguém escapa do registro

Nasceu? Morreu? Separou? Sumiu? Voltou? Tudo deve ser atestado em cartório.

Tabelião, você ainda precisará de um

Nos cartórios e tabelionatos, “palavra de honra” ainda existe.

Filhos e mochilas: quem ganha com o vai e vem?

Pai e mãe devem reconhecer suas diferenças e manter o respeito mútuo.