OS MATA-MOSQUITOS

Henrique Veltman

Início ARTIGOS Henrique Veltman

Tradição

por Henrique Veltman - Ma Nishtaná a Laila azé micol a leilot? O que diferencia esta noite de todas as outras noites? Tradição. Tradição é isso,...

JUDAS, JESUS E OS PALESTINOS

por Henrique Veltman - "Muitas pessoas estão furiosas. É maravilhoso vê-las discutindo, indignadas. Estão sendo obrigadas a repensar a história", comentou Amós Oz ao...

Cinema & Tragédia

por Henrique Veltman - Hitchcock, horrorizado com as imagens da chegada das tropas aliadas aos campos de concentração, ficou uma semana sem conseguir voltar...

Sobre livros e autores

Era noite em Capivara, nas terras altas da Mantiqueira e fazia um frio absurdo. Mas o livro me conquistou.

Eliahu Chut, um grande Hebreu

A comunidade judaica brasileira perdeu um dos seus grandes homens. por Gustavo Erlichman - Conheci o grande e querido Eliahu Chut z"l desde que me...

CHANUCÁ, OU A HORA DE SE LIMPAR A CASA

por Henrique Veltman - Somos mais numerosos, hoje em dia, que uma família de hasmoneus. Somos hoje alguns milhares de judeus perplexos, que não...

Deus da Vingança (Got fun nekome)

Não se conhece nenhuma outra tentativa de censura das muita representações da obra em ídish e outros idiomas.

MAURICE SCHWARTZ

por Henrique Veltman - Mesmo para quem não fala ídiche, vale a pena assistir a este vídeo, especialmente a parte final, com um trecho...

Vozes judaicas na Amazônia

A imigração judaica do Marrocos para a Amazônia completou 200 anos e está sendo celebrada por eventos como o do próximo dia 17 de...

O MOLHO PARDO DOS JUDEUS NOTURNO

por Henrique Veltman - Coincidências acontecem. No domingo, na Comunidade Shalom, participei de um encontro no qual o rabino Michael Leipziger e o...

OS MATA-MOSQUITOS

por Henrique Veltman - ...Esse meu esforço de memória tem apenas a finalidade de destacar a ineficiência dos serviços de Saúde deste país, incapazes...

Um nome sem história

Manoel, teria sido abandonado pela expedição de Gonçalo Coelho, em 1501, na região hoje pertencente a Cananéia, para ser devorado pelos indígenas.