Tu Bishvat em Israel

Compartilhe... Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

Em 8 de fevereiro de 2012, aconteceu em Israel o Tu Bishvat (dia 15 do mês de Shvat), conhecido como o “Ano Novo das Árvores” para a religião ou “Dia da Árvore” para os israelenses ecológicos e pela mídia internacional.

Tu Bishvat é um dos quatro “Anos Novos” mencionados na Mishná relacionados com os períodos agrícolas de colheita, plantio e as oferendas da produção que eram levadas para o Templo aqui em Jerusalém. No princípio do século XX, o KKL se dedicou a plantar árvores de eucalipto no Vale de Hula para impedir a praga da malária e até os dias de hoje são organizados pela fundação eventos de plantio de árvores nas florestas durante Tu Bishvat e mais de um milhão de israelenses participam de atividades de plantio de árvore.

Para o movimento sionista a festa era uma maneira de rebelar-se contra o domínio turco-otomano e logo britânico, plantando árvores e desenvolvendo a terra de Israel para transformá-la em produtiva e assentar-se nela. Muitos dos imigrantes de origem soviética que chegaram com as primeiras imigrações modernas não tinha o direito de possuir terras para cultivo nos seus países de origem pelo simples fato de serem judeus.

Influenciados pela ideologia socialista e as promessas do movimento sionista crescente, chegaram em Israel com o objetivo de colocar a utopia em prática e para isso tiveram que deixar de ser profissionais liberais para tomar pás e enxadas em mão e começar uma nova sociedade. Para estes imigrantes, o Tu Bishvat levava mais um sentido de renovação, de inauguração, de desenvolvimento e prosperidade para a terra de Israel, aonde finalmente podiam plantar e ser autosuficientes.

Hoje em dia, a festa é mais lembrada como um marco ecológico pela maioria da sociedade, o famoso dia da árvore que faz parte do calendário de diversos países. Religiosamente, é costume realizar um seder criado no século XVI pelo rabino cabalista Yitzhak Luria de Zefat e seus discípulos, que se celebra comendo frutas secas típicas da região, que hoje em dia são ironicamente importadas também, para atender a alta demanda, especialmente da Turquia. Entre as frutas mais populares estão: tâmara, uva passa, amêndoa, figo, damasco e ameixa.

Tu Bishvat é um festival alegre e cheio de sentimento nacional. Em um país jovem como Israel, aonde os recursos naturais são relativamente escassos, a preocupação com a natureza e a agricultura tem origem bíblica e são fundamentais para manter um ambiente sustentável para as próximas gerações.

É o Mosaico na TV, o programa a mais tempo no ar da televisão.
Horários:
Domingo às 22h – Canal 13 da NET
Quarta às 21h – Canal 9 da NET, Canais 72 ou 99 da TVA ou 186 da TVA Digital

Antonietta Cunha, Diego Masutti, Dan Brito, Ana Carneiro curtimos este post