COMPARTILHAR

A greve dos terroristas da Hamas não é que a gente gostaria que fosse, a paralização de suas atividades terroristas. É uma greve de fome que declararam e que terminou, praticamente, antes mesmo do seu inicio.

Esses criminosos, que estão na cárcere em Israel por matar judeus ou por atentados para matar seres humanos, estão acostumados ao bem bom. Pensam que estão de férias em hotéis. Recebem seus ingredientes – como desejam – para preparar a sua própria comida.

Havia até o absurdo de que quando em Israel havia falta de certas verduras e os preços subiram ao céu, os terroristas nas prisões continuavam recebê-las. Num pais que raciona água, eles podem tomar banho a vontade e deixam os chuveiros abertos, mesmo quando ninguém toma banho.

“Para gastar água” eles mesmo confirmam. Tem inúmeros canais de TV para assistirem, quem deseja pode fazer estudos até acadêmicos por correspondência. Como escrevi antes, estão praticamente em hotel de luxo.

Além disso, por absurdo que possa ser, recebem algo que nenhum terrorista poderia imaginar receber. A Autoridade Palestina, que muito depende de Israel, lhes paga salários mensalmente. Mesmo os familiares de terroristas mortos os recebem. Este salário serve de estímulo para praticar atos terroristas e sobe de acordo com o status do terrorista e os anos de prisão que recebeu.

Nos últimos dias, o serviço carcereiro resolveu tomar algumas providências contra as conversas que os terroristas fazem que familiares ou outros militantes da Hamas fora das prisões, pelo celular. Através dessas conversas eles recebem instruções de fora.

Aliás, o celular é proibido nas prisões e para lá chega contrabandeado por familiares, advogados ou mesmo por deputados árabes do Knesset. Um deles é Bassel Ghattas que levou pena de 2 anos e 125.000 shekel de multa por tentar contrabandear 16 celulares, quando ia visitar terroristas presos.

A medida foi a introdução de aparelhagem eletrônica que barra as conversas de celular. Tipo de cortina que impede falar para fora da prisão. Assim os líderes dentro da prisão não conseguem receber instruções de fora.

A maneira de tentar voltar atrás, foi declarar greve de fome dos cerca de 1400 terroristas presos da Hamas. As autoridades se mobilizaram, convocaram médicos extras para que se for necessário poderão tratar os que se sentirem mal. Todos estavam apreensivos.

Enquanto isto havia negociações entre líderes terroristas presos e as autoridades carcereiras israelenses e indiretamente até com a liderança da Hamas. A greve que era simbólica acabou em poucos dias. Segundo a Hamas, Israel concordou em colocar mais fones públicos e permitir conversas com familiares, sob a vigilância (e escuta) das autoridades.

As sanções impostas serão eliminadas. Por outro lado, Israel manterá a “cortina eletrônica” e não permitirá visitas de familiares da Faixa de Gaza.

GOVERNO DE TRUMP MUDA ATITUDE A ISRAEL E AO ORIENTE MÉDIO

O presidente Trump está sem dúvidas mudando a visão americana com respeito a Israel e ao Oriente Médio. Ao contrário de outros presidentes que prometeram e não cumpriram, Trump concretizou a mudança de sua Embaixada de Tel Aviv para Jerusalém.

Agora foi noticiado que o governo americano pediu formalmente da prefeitura de Yerushalayim o terreno que arrendava desde a época do Presidente Reagan, na área de Machané (Campo) Alenby, que era base militar de Tsahal, junto a fronteira com a Jordânia, antes da Guerra de 1967. A intenção é lá erguer a nova Embaixada dos EUA e na área em redor construir moradias para os diplomatas lá credenciados.

Presidente americano Donald Trump, age mais energicamente contra o Irã, impondo mais sanções econômicas e contra organizações ligados a este país. Retirou seu país da Comissão de Direitos Humanos da ONU pelo motivo de condenação excessiva de Israel, comparando com o resto do mundo.

Também ordenou parar o financiamento americano da UNWRA, que segundo os americanos era desviada para fins alheios, por este mesmo motivo parou a assistência econômica que estendia a Autoridade Palestina, que não só que desviava-se de qualquer ação pela paz, mas também criticava os EUA.

Nas últimas semana, o governo americano reconheceu o Planalto do Golan, como parte integral do Estado de Israel. Há cerca de 10 dias também declarou que a Guarda Revolucionária do Irã é uma organização terrorista.

Ato sem precedente pelo qual o exército de um país- no caso o Irã- é declarado organização terrorista. Segundo os americanos: “a Guarda Revolucionária participa ativamente, financia e promove terror mundial, sendo o meio do governo iraniano de administrar e concretizar sua ação terrorista”.

Esta declaração anuncia o boicote americano a qualquer companhia que fará negócios com a Guarda Revolucionária. Quem o fizer estará “financiando o terror e terá graves implicações”.

As atitudes dos EUA com respeito ao Oriente Médio em geral e a o Israel, em particular tem influência em outros países, inclusive certa aproximação de Estados árabes, mais moderados, a Israel e como vemos a seguir em outros países, como o Brasil e outros.

AUSTRALIA ABRE ESCRITÓRIO EM JERUSALÉM

Após o Brasil declarar a abertura de escritório comercial , diplomático, em Yerushalayim, a Austrália, que já em dezembro de 2018, havia declarado reconhecer Jerusalém Ocidental como a Capital de Israel, anunciou nesta 3ª feira (16) que abriu em rua central da Capital, na King George, um escritório Comercial e de Segurança. Esta representação não tem status diplomático.

Quando em dezembro de 2018 o premier australiano anunciou reconhecer oficialmente Jerusalém ocidental como a Capital de Israel, os vizinhos: Malásia e Indonésia (países muçulmanos) o ameaçaram.

O 1º Ministro da Malásia disse que se transferir a Embaixada para Yerushalayim, o ato poderá aumentar o terrorismo na região. Por esta ameaça, na ocasião, a Austrália reforçou a segurança em suas embaixadas. Será que eles só sabem destruir e ameaçar, em vez de agir positivamente criando bem estar social, econômico, de melhor saúde.

LEMBRAR E JAMAIS ESQUECER

Causou mal estar aqui em Israel a sentença que o presidente Bolsonaro proferiu no encontro que teve com pastores evangélicos. Na ocasião o presidente disse, entre outras:” estive em Jerusalém, também no Museu do Holocausto, podemos perdoar mas não podemos esquecer, pois quem esquece seu passado, está condenado a não ter futuro”.

Sabendo do apreço que o Presidente Bolsonaro nutre por Israel e vendo esta foto, comovente, em que ele bate continência em frente a chama eterna, no Yad Vashem (ao lado), não tenho dúvidas de que quando o presidente disse: “podemos perdoar…” sua língua escorregou, pois ele também disse que não dá para esquecer o passado e “precisamos agir para que a Shoá não se repita.”

Caro Presidente Bolsonaro, não dá para perdoar os crimes nazistas e de seus cúmplices em outras nações europeias. Não só pelo fato de que os nazistas queriam exterminar o povo judeu todo e brutalmente assassinaram 6 milhões do nosso povo, que equivalia a 1/3 dos judeus do mundo todo.

Levando ao lado pessoal, eu não tive avos, nem da minha mãe, nem do meu pai. Não conheci tios, a família se desintegrou. Meu falecido pai tinha esposa e 2 filhos pequenos, que nada de mal fizeram a ninguém e foram assassinados pelo simples fato de que nasceram judeus.

O nazismo combateu os judeus como povo, mas não só os judeus sofreram deles, os comunistas, ciganos, homossexuais também foram perseguidos e mortos. Na terrível guerra que fizeram morreram 60 milhões de seres humanos, inclusive soldados ingleses, americanos e de outras nações.

Nos, os judeus jamais poderemos perdoar. Nos lembramos do Holocausto a cada momento é como uma nuvem que nos acompanha e amedronta. Só que agora temos um potente guarda chuva, o Estado de Israel. Não perdoamos, mas a vida continua. Tanto é que Israel tem muito boas relações diplomáticas com a Alemanha, Itália e o Japão.

Além de relações comerciais, temos boas relações militares com a Alemanha e compras mútuas de material para nossa defesa. Sempre lembraremos do passado, como o Presidente Bolsonaro disse: ”quem esquece seu passado, está condenado a não ter futuro”. Perdoar jamais. Não temos este privilégio.

ATAQUE A BASE MILITAR NA SÍRIA

Na madrugada de sábado (13) porta voz militar sírio anunciou que aviões da Força Aérea de Israel atacaram base militar na área da cidade de Masyef . O porta voz informou que algumas construções foram destruídas e 3 soldados foram feridos. O barulho das explosões foi ouvido até na cidade de Homs, centro da Síria.

A informação de que se trata de base militar que serve o Irã e a Hizballah e também o Centro Sírio de Pesquisas Científicas (SERS) que já foi alvo de ataques anteriores, por desenvolver misseis de alta precisão de médio alcance e como demonstra a foto acima, foi destruído. Desta vez Israel não assumiu a responsabilidade do ataque. As eleições já passaram.

O importante e o interessante é que o exército russo, que tem base bem perto, não interveio com seus modernos misseis antiaéreos. A explicação pode ser, que quem atacou informou-os antecipadamente e lhes disse qual é o alvo e a coordenação permitiu o ataque sem resposta russa.

CURTAS:

FAI TREINA NA GRECIA. Durante 5 dias, pilotos e aviões da Força Aérea de Israel participaram do Exercício Iniohs 2019, na Grécia que contou com a participação de aviadores dos Emirados Árabes Unidos, Estados Unidos, Itália, Inglaterra, Chipre e da Grécia. O exercício de base na Penepolesa foi de coordenação desafiadora por contar com várias forças aéreas, usando linguagem inglesa, em áreas desconhecidas. O inédito é que os pilotos israelenses estiveram junto aos dos EAU. A cooperação da F.A.I com a Grécia já é de velha data e se tornou melhor ainda, desde que Israel parou de exercitar na Turquia, depois que Erdogan começou adotar atitudes extremistas.

SAYERET MATCAL TEM NOVO COMANDANTE. Este é o principal comando israelense e o novo comandante, Coronel I. tomou posse na 3ª feira (16). Seu nome é sigiloso e só sabe-se que se alistou a esta unidade em 1995, passando por todas as patentes militares na unidade. Depois da 2ª Guerra do Líbano, comandou outra unidade de elite e num combate com terroristas foi gravemente ferido. Durante meses foi tratado em hospitais e depois de convalescer foi nomeado para comandar uma Divisão de reservistas . Agora empossado comandante da Sayeret Matcal )Matcal é o comando geral do exercito), I. fechou o círculo na unidade que passou a maior parte de sua vida militar. Ele entra na lista de muitas pessoas conhecidas na vida israelense: o ex 1º Ministro, que também foi Ministro da Defesa e Comandante chefe do Tsahal, general Ehud Barak, o atual premier, Netanyahu (Capitão), os ex comandantes das Forças Armadas e também Ministros da Defesa, Moshe (Bogi ) Yalow e Shaul Mofaz, o General da reserva e ex-politico Matan Vilnai, o deputado Avi Dichter, que foi Comandante do Shabak, 3 ex Chefes do Mossad, Dani Ytom, Shabtai Shavit e Tamir Pardo.

CIENTISTAS DA UNIVERSIDADE DE TEL AVIV CRIAM CORAÇÃO ARTIFICIAL EM 3D. É uma incrível conquista de pesquisadores israelenses desta Universidade, encabeçados pelo Prof. Tal Dvir. A equipe conseguiu algo inédito no mundo até agora, desenvolveram o primeiro coração impresso em 3D, utilizando células e tecido biológico de um paciente. O coração Tridimensional inclui vasos sanguíneos, tecido de músculo e células, é menor do que um coração normal. Levou 3 horas para ser feito, um coração do tamanho normal humano levará 1 dia inteiro. Pelo fato de que as matérias primas tomadas de células gordurosas do paciente, não há rejeição do órgão. Esta tecnologia inédita no mundo, abre portas para a medicina do futuro em que não haverá necessidade de esperar por transplante e de remédios contra rejeição de órgãos. Os cientistas da Universidade de Tel Aviv acreditam que sua tecnologia já poderá entrar em uso dentro de 2 anos e em 10 anos, nos hospitais haverão impressoras 3D de tecidos para trocar órgãos humanos. O artigo a respeito desta fantástica façanha foi publicada na 2ªfeira (15) no Advanced Science.

GINASTA LINOY ASHRAM CONQUISTA 5 MEDALHAS. Foi na Copa do Mundo de Ginástica Rítmica, realizada em Sofia, Bulgária. A Linoy chegou a finais em 4 categorias. Conquistou 2 medalhas de ouro em arco e maçãs e 2 de bronze em fita e bola. Já antes a Linoy havia conquistado medalha de bronze em múltipla competição. No total retornou com peso adicional na mala.

CARROS ROUBADO E PARA ONDE. A companhia israelense Ituran, que inventou e coloca aparelho para rastear carros, informou que no 1º trimestre de 2019, houve em Israel aumento de 50% nos furtos de carros do tipo jipe, comparando a 2018. Um fato interessante apurado foi que 38% dos carros roubados, o ladrão tinha as chaves do mesmo. Em 32% penetrou com violência no carro e em 13% perfurou o soquete OBD. O surpreendente é que também é fato conhecido, os carros são roubados para a região da Autoridade Palestina, principalmente a Ramallah e Tul Karem. Os lugares mais visados para os roubos são Tel Aviv e redondeza,32%, a área do Sharon (Herzliya, Raanana, Kfar Saba)-24%, Jerusalém-13.5%, sul do país idem e o norte do país-8%. O que mais se rouba, são veículos tipo jipes-40%, de passeio-27%, comerciais-13%, caminhões-8%, motos-5%

DESCOBERTO MAIS UM CAMPO MARÍTIMO DE GAS. A companhia inglesa-grega Energian, anunciou na 2ª feira (15) ter descoberto um gigante campo de gás, no território marítimo de Israel. Este é de 3 a 4 vezes maior do que o consumo de gás no país. Tem entre 28 a 42 BCM, que no total com os campos anteriormente descobertos Karish – Tanin chega a 100 BCM. A perfuração é a 90 km das costas de Israel. A Energian tem mais 6 opções de perfuração. Nos campos de Tamar e Leviatã já esta sendo explorado gás, que nas profundezas do Mediterrâneo é avaliada em 300 e 600 BCM.

Print Friendly, PDF & Email