A superação e a integração dos sobreviventes do holocausto no Brasil

A superação e a integração dos sobreviventes do holocausto no Brasil

81
0
COMPARTILHAR

Memorial da Imigração Judaica promove palestra “A superação e a integração dos sobreviventes do holocausto no Brasil”, com Marcio Pitliuk.

Evento integra ciclo organizado pelo MEMIJ, que trata da imigração e a presença judaica no país, e mostrará como os sobreviventes de uma das maiores tragédias da história reconstruíram suas vidas por aqui.

O Holocausto é o resultado das práticas de perseguição política, racial e religiosa estabelecidas durante os anos do governo totalitário de Adolf Hitler. Os judeus foram as maiores vítimas desse “processo de limpeza étnica” – as estatísticas oficiais registram a aniquilação de seis milhões vidas judaicas sob o nazismo. Entretanto, muitos conseguiram escapar desse destino trágico, e é a história dos que escolheram o Brasil como porto-seguro que Marcio Pitliuk contará em sua palestra “A superação e a integração dos sobreviventes do Holocausto no Brasil”. O evento, que acontece no Memorial da Imigração Judaica dia 27/09 às 19h, terá entrada gratuita e trará ao público as trajetórias de judeus ilustres que recomeçaram suas vidas por aqui.

O objetivo da palestra é mostrar que, apesar de todas as dificuldades enfrentadas, os judeus que sobreviveram só o conseguiram porque mantiveram o foco, e graças a esse mecanismo de defesa alcançaram o sucesso em terras brasileiras. “A incerteza de um amanhã ensinou a essas pessoas a importância de não perder tempo com pequenos problemas. Para elas, era viver mais um dia, pois a guerra acabaria e todos sairiam vivos. Podemos extrair ensinamentos interessantes a partir do exemplo deles”, explica Marcio Pitliuk. De acordo com o palestrante, a capacidade de resiliência faz parte do segredo de sucesso de nomes como Samuel Klein (fundador das Casas Bahia), Michel Dymetman (empresário do ramo imobiliário) e Julio Gartner (empresário e referência no mercado financeiro).

Amizade com sobrevivente deu início a projeto

O interesse de Marcio Pitliuk sobre as histórias de superação se consolidou ao participar da Marcha da Vida, um evento anual que tem como objetivo garantir que a tragédia ocorrida com os judeus no Holocausto jamais seja esquecida. Durante a viagem, o palestrante conheceu de perto a história das comunidades judaicas polonesas e alemãs de antes da Segunda Guerra Mundial e visitou diversos cenários do Holocausto, como os campos de concentração e extermínio, incluindo o percurso entre os campos de Auschwitz e Birkenau, que era feito a pé pelos prisioneiros e que ficou marcado na história como a Marcha da Morte.

Na ocasião, conheceu o empresário Julio Gartner, sobrevivente que escolheu São Paulo para recomeçar após passar por cinco campos de concentração e perder praticamente toda a família durante a guerra. A amizade resultou no documentário “Sobrevivi ao Holocausto”, lançado em 2014. “O filme se passa em 15 cidades da Polônia, Áustria, Itália, França e Brasil. Vou exibir trechos durante a palestra, e também dos depoimentos de outras pessoas que compartilharam comigo suas histórias”, explica Marcio.

Serviço
“A superação e a integração dos sobreviventes do holocausto no Brasil”, com Marcio Pitliuk
Quando: 27/09/2017, às 19h
Entrada gratuita
Onde: Memorial da Imigração Judaica
Rua da Graça, 160 – Bom Retiro, São Paulo
Informações e inscrições: (11) 3331-4507 | contato@memij.com.br | www.memij.com.br

Sobre Marcio Pitliuk:
Publicitário, escritor, diretor de cinema e palestrante, Marcio Pitliuk é um profundo conhecedor da II Guerra Mundial e considerado um dos maiores especialistas brasileiros do Holocausto. Suas palestras, sejam corporativas ou educacionais, tem esses temas como base para desenvolver o aprendizado. Já realizou dois longas-metragens, três curtas, 13 livros e dezenas de palestras, além de organizar encontros com Sobreviventes do Holocausto, promover Ciclos de Debates e escrever artigos para veículos de comunicação. Site oficial: marciopitliuk.com.br.

Sobre o Memorial da Imigração Judaica (MEMIJ):
Localizado na primeira sinagoga do Estado de São Paulo (fundada em 1912), o museu guarda um amplo e valioso acervo documental destinado a valorizar a contribuição dos judeus ao desenvolvimento do Brasil. O MEMIJ visa preservar a memória judaica, oferecendo ao público um espaço ímpar para honrar a memória dos imigrantes judeus engajados na construção do Brasil. Com diversos recursos multimídia, MEMIJ convida o visitante a uma reflexão na qual história, arte, religião e cultura se fundem dentro de um ambiente especial, totalmente voltado para o conhecimento e a reflexão. Site oficial: http://memij.com.br


Also published on Medium.