COMPARTILHAR

Evento organizado pela Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein reuniu forças públicas e privadas para atendimento à grande número de vítimas

Na manhã do último sábado, mais de 30 corredores de rua independentes sofreram um acidente grave ao entrar na rota de um ônibus na cidade de São Paulo. As vítimas receberam o primeiro atendimento no local e foram encaminhadas para o Hospital Israelita Albert Einstein, para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Campo Limpo, Hospital Samaritano e Pronto Socorro da Lapa

Essa notícia não é verdadeira, mas poderia ser. O acidente fictício que movimentou o dia 11 fez parte do 5º Simulado de Integração de Forças Públicas e Privadas da Cidade de São Paulo, organizado pela Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein.

O exercício foi realizado na Rua Corgie Assad Abdalla, na Zona Sul da capital paulista. Foram simulados atendimentos às múltiplas vítimas após o acidente, onde uma das vítimas fatais era uma gestante de 7 meses, tendo sido necessário um parto no local (robô de uma mulher grávida, fornecido pela empresa Mogiglass). “Todos temos que estar preparados para socorrer a população em caso de desastres através da adequada gestão do cenário de crise.

O simulado proporciona o treinamento das agências envolvidas na resposta e uma maior integração entre as equipes.”, conta Fábio Racy, especialista em Medicina de Desastre, ortopedista da Unidade de Pronto Atendimento do Einstein e um dos responsáveis pela concepção do simulado.

Em parceria com a SPTrans, Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Grupo Especial de Reação (GER), Go! Emergências, HeliMarte, CFAB, Polícia Civil e Militar, Cruz Vermelha Brasileira, Defesa Civil do Estado de São Paulo e MogiClass foram atendidos mais de 30 voluntários que fizeram o papel de vítimas e foram socorridos seguindo os protocolos de atendimento a múltiplas vítimas.

As mesmas foram triadas pelo método START, no qual são classificadas conforme a gravidade: na área verde, pessoas conscientes e que se locomovem sozinhas; na amarela, machucadas, mas conscientes, sem condições de locomoção própria, porém sem risco iminente de morte. Por último, na vermelha, as graves, que necessitam de tratamento imediato.

Após a identificação do acidente pelos funcionários da SPTrans e acionamento das agências envolvidas na resposta, entraram em ação o Corpo de Bombeiros, GER, CFAB, Defesa Civil do estado de São Paulo, Cruz Vermelha Brasileira e SAMU. A remoção dos feridos aos hospitais foi realizada por ambulâncias da GO! Emergências, Einstein, CFAB e SAMU.

As polícias civil e militar também atuaram na ação, treinando seu efetivo para proteção de perímetro e remoções utilizando o helicóptero Pelicano da Polícia Civil. A HeliMarte também utilizou seu helicóptero para remover as vítimas. Já a CET organizou o trânsito nas imediações. Todos também treinaram seus planos de emergência.

As vítimas foram removidas e encaminhadas ao Hospital Israelita Albert Einstein, UPA Campo Limpo, Hospital Samaritano e PS da Lapa. “Com o simulado vemos como é importante a união das forças em uma catástrofe e como equipes bem preparadas garantem eficácia do atendimento”, diz o fisioterapeuta do Einstein, Jefferson Mizutani, que é também um dos responsáveis pelo simulado.

O simulado, realizado pelo quinto ano consecutivo, encerra o V Simpósio Internacional de Gerenciamento de Resposta em Catástrofe da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, em que são abordados aspectos ligados à resposta a desastres, gerenciamento de crise, redução de risco de desastre, prevenção de acidentes, Sistema de Comando em Emergências (SICOE) e ajuda humanitária em situações de crise e emergências humanitárias complexas.

“Os munícipes são os mais beneficiados com a ação que prepara as forças para ajudá-los caso venha ocorrer uma catástrofe como algumas destas que o Einstein já vem simulando há cinco anos”, finaliza o gerente de segurança patrimonial do Einstein, Dov Smaletz, que é também um dos idealizadores do simulado.

Print Friendly, PDF & Email