COMPARTILHAR

A nossa lista dos maiores atletas judeus de todos os tempos contém astros do Hall da Fama de vários esportes, campeões olímpicos e profissionais do início do século XX

por Mirella Bittencourt – De medalhistas olímpicos como Agnes Keleti, Dara Torres e o lendário Mark Spitz a lendas do esporte como Sid Luckman, Stu Ungar e Sandy Koufax, a nossa relação ainda mostra uma variedade de modalidades como ginástica, futebol americano, beisebol, natação e poker.

Photo by Fritz Cohen (Author), CC Public Domain

Agnes Keleti – Ginástica

Agnes Keleti é uma ginasta húngara-israelense que nasceu em Budapeste, na Hungria, em 9 de janeiro de 1921. Ela começou a treinar com apenas quatro anos de idade. Sua infância foi marcada pela morte do pai em Auschwitz e ela teve que se esconder com o resto de sua família da perseguição nazista. Anos mais tarde, Agnes tornou-se campeã nacional húngara aos 16 anos e conquistou o título dez vezes entre 1937 e 1956. Quando competiu nos Jogos Olímpicos de Helsinque em 1952, Keleti já tinha 31 anos de idade. Apesar de ser uma das competidoras mais velhas do evento, Agnes ganhou um ouro, duas pratas e um bronze. Em 1956, ela repetiu a dose nos Jogos Olímpicos de Melbourne. Então com 35 anos, ela conquistou três medalhas de ouro e duas de prata.

refer to caption
Photo by Unknown (Author), CC Public Domain

Sid Luckman – Futebol Americano

Sid Luckman foi um famoso quarterback de futebol americano que jogou pelo Chicago Bears entre 1939 e 1950. Ele nasceu no Brooklyn, em Nova York, em 21 de novembro de 1916 e morreu em 5 de julho de 1988, aos 81 anos. Seus pais eram imigrantes judeus da Alemanha. Ele é conhecido por ser um dos primeiros quarterbacks modernos, mais adepto do passe para frente que seus pares de até então. Em 1943, ele foi nomeado como o jogador mais valioso da NFL, a liga norte-americana de futebol americano. Em 1965, ele foi inserido no Hall da Fama da modalidade. Luckman também foi o vencedor do prêmio Walter Camp Distinguished Award em 1988. Mesmo depois de se aposentar do futebol profissional como jogador, ele continuou envolvido com o esporte, ensinando treinadores universitários.

Photo by Bryan Allison (Author), CC Public Domain

Dara Torres – Natação

Dara Torres foi uma nadadora profissional que nasceu em Los Angeles em 15 de abril de 1967. Embora seu pai fosse judeu, Torres não foi criada na religião. Ela é a atleta olímpica mais condecorada de todos os tempos, tendo participado de cinco edições dos Jogos Olímpicos e conquistado, nada mais, nada menos, do que 12 medalhas.
Essas são distribuídas entre quatro medalhas de ouro, quatro de prata e quatro de bronze. Ela é também ex-recordista mundial em três categorias. Após sua aposentadoria da natação, Torres trabalhou como repórter e locutora de várias redes de televisão americanas. Ela também trabalhou como modelo. Em 2000, casou-se com o cirurgião israelense Itzhak Shasha e se converteu ao judaísmo antes do casamento.

Photo by flipchip/LasVegasVegas.com (Author), CC Public Domain

Stu Ungar – Poker

Stuart Errol “The Kid” Ungar, ou apenas Stu Ungar, é considerado por muitos como um dos maiores profissionais de poker de todos os tempos. Nascido em Nova York, Ungar teve a sua carreira consagrada por três títulos no evento principal da World Series of Poker (1980, 1981 e 1997). Detalhe: em 1980, ele era apenas um estreante!
Em 1997, ano de seu tricampeonato no WSOP, Ungar protagonizou um momento emblemático na competição. Para atender à multidão de fãs presente no Binion’s Horseshow, no centro de Las Vegas, os organizadores do torneio decidiram mover a mesa final para o lado de fora. E foi assim, cercado por uma legião de torcedores, que Stu e seus óculos de sol azuis alcançaram o título. Com a conquista, Ungar tornou-se o segundo jogador a obter o tricampeonato mundial. Ainda no poker, vale uma menção a uma grande promessa: o jovem soldado israelense Eyal Ashkar, de quem já falamos por aqui.

Photo by Unknown (Author), CC Public Domain

Mark Spitz – Natação

Mark Spitz foi um nadador que nasceu em Modesto, na Califórnia, em 10 de fevereiro de 1950. Ele ganhou mais medalhas do que qualquer outro atleta judeu na história das Olimpíadas. Spitz foi campeão olímpico nove vezes e manteve ex-recordes mundiais em sete eventos de natação. Em 1972, ele atingiu a impressionante marca de sete medalhas de ouro nas Olimpíadas de Munique. O único outro nadador competitivo a superar essa conquista foi Michael Phelps, que abocanhou oito medalhas de ouro nas Olimpíadas de Pequim. O total de medalhas olímpicas do Spitz inclui nove medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze. Além de seu sucesso nas Olimpíadas, Mark ainda ganhou cinco medalhas de ouro no Pan-Americano e 31 títulos da Amateur Athletic Union. Ele também estabeleceu 35 recordes mundiais, embora dois deles não sejam oficiais. Spitz aposentou-se da natação logo após as Olimpíadas de Munique, com apenas 22 anos de idade . Uma curiosidade a respeito de Spitz: ele é um grande fã de futebol (principalmente o brasileiro) e, por pouco, não se especializou no esporte durante seus tempos de estudante.

Photo by publicity still (Author), CC Public Domain

Sandy Koufax – Baseball

Sandy Koufax é considerado por muitos como o maior atleta judeu de todos os tempos. Ele nasceu no Brooklyn, em Nova York, em 30 de dezembro de 1935. Koufax foi criado em uma família judia e sempre esteve envolvido com a comunidade judaica local.
Ele fez sua estreia como jogador de beisebol profissional em 1955 e atingiu o auge de sua carreira entre 1961 e 1966. Ele atuou pelo Los Angeles Dodgers e já fazia parte da equipe antes, quando era Brooklyn Dodgers. Dentre suas maiores conquistas, destacamos as três premiações triplas da coroa, quatro vitórias na World Series e três prêmios MVP de melhor jogador. Ele foi forçado a se aposentar cedo, ainda aos 30 anos, devido a uma artrite no cotovelo esquerdo. Em 1972, ele foi nomeado ao Baseball Hall of Fame. Como ele tinha 36 anos na época, tornou-se a pessoa mais jovem a conquistar este prêmio.

Print Friendly, PDF & Email

Also published on Medium.