COMPARTILHAR

Mostra é composta por cartazes, folhetos e fotografias do Teatro judaico do casal de colecionadores Marina e Marcos Chusyd; visitação é aberta ao público, mediante agendamento de 15 de outubro a 15 novembro

Para contar a história do Teatro Yidishe no Brasil, o Memorial da Imigração Judaica e do Holocausto exibe, a partir da próxima segunda-feira, 15, cartazes, folhetos e fotografias do casal de colecionadores Marina e Marcos Chusyd. A mostra ficará em cartaz até 15 de novembro e revela os diversos espetáculos teatrais produzidos e interpretados por imigrantes da Alemanha e da Europa Oriental, que tiveram destaques nos palcos nacionais e internacionais. Na abertura da exposição haverá um recital de músicas Yidishe com Berta Waldman e Silvio Band.

Entre os cartazes expostos estão a peça “A Sorte Grande”, escrita por Sholem Aleichem em 1936 e dirigida por Zygmunt Turkow, que também atuava junto ao grupo de teatro “Os Comediantes”, no Rio de Janeiro e “O Idiota”, adaptação da obra de Fiódor Dostoiévski, escrita por Ben Ami, de 1936. A exposição leva aos visitantes uma visão do teatro profissional e amador no Brasil do século 20, que buscava a preservação da memória do povo judeu por meio da língua ídiche, que era o idioma mais falado. Entre os que se destacavam estava Avraham Goldfaden, que escreveu, dirigiu e produziu a primeira peça profissional em ídiche no século XIX.

Serviço:
Exposição: História do Teatro Yidishe no Brasil
Abertura: 15 de outubro, às 19h00
Data: 16 de outubro a 15 de novembro
Horários de visitação: Segunda–feira à quinta-feira das 9h00 às 17h00 e de sexta-feira das 9h00 às 15h00
Local: Memorial da Imigração Judaica e do Holocausto
Endereço: Rua da Graça, 160 – Bom Retiro/ Centro
Telefone: (11) 3331- 4507
Site: http://memij.com.br/
Entrada gratuita e mediante ao agendamento

Print Friendly, PDF & Email

Also published on Medium.