COMPARTILHAR

Crianças e adolescentes de descendência etíope de todas as regiões de Israel participaram de um torneio de futebol graças a uma contribuição da Fundação Marx, da Alemanha, juntamente com o Keren Kayemet LeIsrael – KKL e a ONG Mifalot – Educação, Sociedade e Igualdade. Em 2016, a Fundação decidiu apoiar projetos que promovessem a comunidade etíope de Israel nos campos culturais e sociais, incluindo o programa esportivo conhecido como “O jogo da vida”, que inclui o estabelecimento de cinco equipes de futebol que treinam para o evento.

“Quem ama o futebol não tem problema em encontrar uma linguagem comum. Por meio do esporte, promovemos os valores de igualdade, liderança, fraternidade e um modo de vida saudável”, disse Nitzan Zohari, diretor regional da Mifalot. Cerca de 600 crianças de sessenta grupos diferentes, de todas as religiões e culturas do país participaram do torneio, que aconteceu no campo de treinamento do clube de futebol Hapoel Tel Aviv. Esta foi a segunda vez que o evento aconteceu este ano. Em 2016 o torneio foi realizado em Yerucham, no Sul.

“O torneio é um ponto alto sobre o qual as crianças estão realmente entusiasmadas, e nós, da equipe, estamos tão entusiasmados quanto eles”, disse Kobi Mamo, diretor da Mifalot Coastal Plain de Jerusalém. “No campo, todos são iguais, não faz diferença de onde cada um vem”, afirmou Gon Tzuri, diretor do Mifalot na Região Sul. Segundo ele, as equipes de futebol fornecem uma resposta às necessidades educacionais e sociais das crianças.

“Crianças de diferentes lugares se encontram hoje e descobriram que o amor ao futebol as une”, concluiu Liat Heletz-Sofrin, diretora de Desenvolvimento de Recursos do Mifalot. “Mesmo que não surja um novo Ronaldo, as crianças aprendem que podem realizar seus sonhos e ter sucesso na vida”.


Also published on Medium.