COMPARTILHAR

fita cassete

Nos anos 90 um tio mais velho de Israel, primo de meu pai, enviou à família um pequeno livro contando historias que se perdiam no tempo, historias sobre personagens da árvore genealógica da nossa família. O certo é que em Jerusalém meus antepassados eram respeitados religiosos que tinham em suas veias o dom da musica litúrgica. Dentro de essas historias, meu avô – Prof. Yaacov Leib Lewin Z”L – aparece como um exemplo “moderno” desse dom musical da família…

Minha infância foi marcada pelas vezes que íamos às festas na sinagoga e escutávamos embevecidos e orgulhosos nosso “zeide” cantar com sua voz grave e melodiosa. Faz um tempo lembrei-me que nos anos 70/80 meu pai e tio, com um gravadorzinho simples, haviam capturado alguns trechos de “chazanut” de meu avo. Saudoso e agora com outra perspectiva me bateu uma curiosidade de escutar as tais gravações.

Meu primo Abrãozinho, que atualmente vive em Tel-Aviv, é a prova viva do gene musical da família, e assim sendo pensei que poderia ter tais relíquias guardadas. Decepcionado ele me disse que não as tinha e que provavelmente estariam com meus pais. O tempo passou e numa das visitas perguntei a minha mãe sobre as gravações. Ela fez uma cara de duvida e disparou que provavelmente estariam com meu tio.

Novamente o tempo passou e em uma oportunidade perguntei a meu tio sobre as K7s, me disse que não as tinha, mas achava que estariam com meu irmão mais velho. Perguntei ao Nahum que me disse que tinha a impressão de que as fitas estavam com o Abrãozinho… A volta estava completa e nada, decidi esquecer o tema para evitar frustrações.

Neste verão voltei a São Paulo para passar férias com a família. Num reconhecimento ao apartamento novo me deparo com umas fitas na prateleira. Minha mãe me contou que as encontrara durante a mudança. Ansiosamente pedi para um técnico passar os K7s para um formato atual, pois não temos mais toca fitas.

De regresso ao Panamá, nesta sexta feira cedo quando ligo o computador me deparo com uma mensagem do técnico com uma pequena amostra do conteúdo da fita. Distingo dentro do chiado a voz do meu avo fazendo uma introdução a “tefilá” que iria cantar… “do is a nussech ekster fun main zeide ZL”…

Se gostarem mando outros…

Print Friendly, PDF & Email