Jordânia à beira do precipício

Jordânia à beira do precipício

192
0
COMPARTILHAR

“Estamos em apuros”. Assim se manifestou o Rei Abdullah da Jordânia há cerca de seis meses. Após uma semana de intensivas viagens e discussões ao redor da Jordânia não se encontra ninguém que discorde dessa afirmação. A Jordânia pode até não estar em situação super vulnerável e sitiada como há décadas, mas está diante de problemas provavelmente jamais vistos.

Criada do nada por Winston Churchill em 1921 para satisfazer os interesses imperiais britânicos, o Emirado da Transjordânia, hoje Reino Hachemita da Jordânia, viveu por quase um século uma existência precária. Momentos particularmente perigosos apareceram em 1967, quando pressões Pan-Arabistas levaram o Rei Hussein (que reinou de 1952 a 1999) a declarar guerra contra Israel, perdendo a Cisjordânia nessa ocasião. Também em 1970 quando uma revolta palestina quase o derrubou e em 1990-1991, quando sentimentos pró-Saddam Hussein o pressionaram a se juntar a uma causa tanto perdida quanto perversa.

Leia aqui o artigo completo…