COMPARTILHAR

O Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural – que desenvolve projetos para pessoas com síndrome de Down e/ou deficiência intelectual, entre 10 e 60 anos – está com inscrições abertas para aulas gratuitas de desenho e pintura, todas as quartas-feiras, das 13 às 15 horas, no Centro da Cultura Judaica. As oficinas tem início no dia 22 de setembro e fazem parte do programa “Pintou a Síndrome do Respeito”, com atividades variadas e jogos lúdicos de estimulação dos cinco sentidos que preparam o corpo para atuar de forma natural no processo de criação. São 12 vagas abertas – 10 para pessoas com deficiência intelectual e duas para público de baixa renda. Também há vagas disponíveis na Oficina Cultural Oswald de Andrade, onde as atividades são realizadas aos sábados, das 11 às 13 horas.

Oficinas de Artes – “Pintou a Síndrome do Respeito”

Centro da Cultura Judaica
Aulas: Quartas-feiras, das 13 às 15 horas
Endereço: Rua Oscar Freire, 2.500 – Sumaré
Informações e inscrições: (11) 3081-9300 (com Malú ou Juliana), ou no Centro da Cultura Judaica (11) 3065-4347
Inscrições abertas – gratuitas

Oficina Cultural Oswald de Andrade
Aulas: Sábados, das 11 às 13 horas
Endereço: Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro
Informações e inscrições: (11) 3081-9300, com Malu ou Juliana
Inscrições abertas – gratuitas

Sobre o instituto – O Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público que atua nacionalmente, desde 2007, com promoção, divulgação e participação em atividades culturais de diversas áreas, contribuindo com a educação, inclusão social, cultural, esportiva e geração de renda para pessoas com deficiência intelectual. Dentre os projetos do Instituto Olga Kos estão o “Resgatando Cultura”, que contempla a exposição e a publicação de livros de arte sobre a obra de artistas plásticos contemporâneos, as Oficinas de Arte do programa “Pintou a Síndrome do Respeito” e os projetos de “Karatê e Taekwondo”, criados para promover a inclusão sociocultural de crianças, jovens e adultos com deficiência intelectual. Cada projeto conta com uma equipe técnica especializada formada por artistas plásticos, educadores, pedagogos, psicólogos e pediatras, além do apoio das instituições especializadas de assistência a pessoas com deficiência intelectual parceiras.

Print Friendly, PDF & Email