COMPARTILHAR

Sara e Harry estavam no meio de uma discussão quando, de repente, a casa foi invadida por um ladrão armado.
Apontando o revólver para a mulher, o bandido perguntou o seu nome:
– Sara – murmurou a mulher, apavorada.
– Este é seu dia de sorte – respondeu o bandido. Eu não consigo matar alguém que leva o nome da minha mãe. Que a alma dela descanse em paz! Mamãe era uma mulher especial.
Em seguida, apontando o revólver para o marido, gritou:
– E o seu nome?
Ele fez uma pausa para pensar:
– Meu nome é Harry, mas todos me chamam de Sara.

Print Friendly, PDF & Email