COMPARTILHAR

Um judeu que vivia na Park Avenue, NY, construiu uma Sucá em sua varanda.

Alguns dos seus vizinhos, da ‘alta sociedade’ reclamaram do visual, levando-o ao tribunal.

Alegaram que a sucá em seu quintal era uma monstruosidade e estava tendo um impacto negativo sobre o valor de suas casas naquele bairro tão chique.

No tribunal, o homem estava muito preocupado com o resultado.

Era a véspera do feriado de oito dias, deixando-o sem tempo para encontrar alternativas, caso o juiz ordenasse que era pra derrubar.

Ele orou por ajuda. E Deus escutou.

Juiz Ginsburg, que era judeu também, tinha uma reputação de ser um homem muito sábio e justo.

Depois de ouvir ambos os lados, ele se virou para o judeu praticante e repreendeu-o:

– Você não percebe que você mora na Park Avenue, e não no Brooklyn? Há um certo decoro que se espera na Park Avenue. Você não tem o direito de colocar uma cabana feia nesta encantadora rua, sem uma licença que autorize a construção. Eu, pelas leis do governo, decido que terá que remover a cabana (sucá), ou será multado em mil dólares. Você tem exatamente oito dias para tomar as providências! Próximo caso!

Print Friendly, PDF & Email