Homenagem a Israel em Sorocaba

Homenagem a Israel em Sorocaba

501
0
COMPARTILHAR

Fim do Holocausto e Independência de Israel são celebrados na Câmara Municipal de Sorocaba.

via Fisesp – O fim do Holocausto com o término da Segunda Guerra Mundial, os 69 anos de Independência de Israel, os 70 anos da Federação Israelita do Estado de São Paulo e os 34 anos da co-irmandade entre a cidade de Sorocaba e a cidade israelense de Sha’ar Haneguev foram celebrados em sessão solene na Câmara Municipal de Sorocaba na noite de quarta-feira, 17. A iniciativa da tripla comemoração é do vereador João Donizeti Silvestre (PSDB), que ressalta a importância da cultura judaica para a civilização ocidental.

Além de João Donizeti Silvestre, a mesa de honra da solenidade foi composta pelas seguintes autoridades: vereador Hudson Pessini (PMDB); vice-prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho; cônsul geral de Israel em São Paulo, Dori Goren; presidente executivo da Federação Israelita do Estado de São Paulo, Ricardo Berkiensztat; presidente do Centro Cultural Brasil-Israel de Sorocaba e vice-presidente da Sociedade Israelita de Sorocaba, Vanderlei Martinez. Vários secretários municipais, entre outras autoridades, também estiveram presentes.

Em seu discurso de saudação à comunidade israelita, o vereador João Donizeti Silvestre ressaltou a capacidade de superação do povo judeu, que sobreviveu à várias perseguições ao longo da história, desde a destruição do Templo de Salomão até o Holocausto nazista. O vereador também ressaltou a importância da cultura judaica na formação do mundo contemporâneo. Citando o historiador inglês Paul Johnson, João Donizeti enfatizou que o judaísmo, ao declarar que o homem foi feito à imagem e semelhança de Deus, fundamentou o princípio da igualdade entre todos os seres humanos, que alicerça as democracias modernas.

Sobreviventes do Holocausto – Foram homenageados os sobreviventes do Holocausto nazista: Julio Gartner, Miriam Nekrycz, Nanette Blitz Konig, Rachel Kelly Basilay e Rita Brawn. Também foram homenageadas as seguintes entidades e seus respectivos presidentes: Associação Beneficente Cultural B’nei Brit São Paulo (Zeila Sliozbergas); Associação Beneficente Cultural B’nei Brit Brasil (Abraham Goldstein); Sherit Hapleitá (Miriam Nekrycz); Centro Cultural e Social Bnei Chalutzim (Luis Angel Eretzky).

As minorias também participaram do evento por meio de seus representantes: Luíza Alves (Quilombinho e Movimento Negro); Jefferson Martinez (comunidade das pessoas com deficiência); Douglas Turi (comunidade LGBT). Também estiveram presentes: Emílio Sabé, da União Árabe de Sorocaba e Região; Silva Moral, do Instituto Delta; e Kenji Yoshida, presidente da Associação Luar.

A sessão solene foi aberta com os hinos oficiais do Brasil e de Israel, executados pelo Grupo Fascinasom composto pelos seguintes músicos: Fábio Benjamin Hilel (vocal); Alexandre Apolinário e Gadiel Pinatti (violinos); Marcos Vinicius Silva Lopes (viola); Vitor Pantano (contrabaixo); Davi Oliveira (violoncelo) e Richard Ronaldo (piano).

Secretários presentes – Também esteve presente na solenidade o ex-prefeito de Tietê, Manoel Davi, primeiro prefeito judeu do Estado, representando o secretário estadual de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro.

Para muitos historiadores, o fim da Segunda Guerra Mundial, ocorrido há 72 anos, se deu no dia 8 de maio de 1945, quando foi ratificada a rendição da Alemanha. A Independência de Israel foi proclamada em 14 de maio de 1948. E a cidade israelense de Sha’ar Haneguev tornou-se cidade co-irmã de Sorocaba em 1984.

Mais cedo, o prefeito de Sorocaba, José Crespo Gonzales recebeu a comitiva da comunidade judaica, da qual o presidente da Hebraica, Avi Gelberg, também fez parte.

Veja abaixo a reportagem da TV Sorocaba/SBT: