COMPARTILHAR

Era um dia como outro qualquer. Fernando dormiu muito puto. Isabel na noite anterior não quis dar as carnes molhadas para o marido secar.

Ela estava muito preocupada. – Afinal, os judeus nada haviam feito para merecerem tal castigo, dizia ela, andando de lá para cá e de cá para lá, naquela última manhã de março de 1492!

-Ah, meu Deus ! Vou ter que expulsar todos os judeus do meu reino. Vamos mandar embora a única gente que trabalha aqui nesta praça de touros! Isso, porque emprestam dinheiro que ganham com o próprio suor da face, aos nobres e aos curas que não querem pagar-lhes. Preferem dar sumiço neles!

Que vergonha! Vou carregar esta culpa para o túmulo! Não aguento mais a enlouquecedora pressão feita sobre minha cabeça, pela Igreja e pelos nobres, que afinal são os dois pilares que sustentam meu exército e meu reino!

E, então, foi assim que naqueles idos do fim do século XV, os judeus foram saídos de Toledo, de Sevilha e de toda a Espanha, deixando para trás propriedades, bens móveis, animais, joias e todas as posses que as famílias deles, ao longo do tempo de cerca de 1.500 anos, haviam amealhado.

Havia uma maneira de judeus continuarem no reino dos reis católicos! A sumária conversão ao catolicismo!

Não se sabe ao certo, quantos judeus com suas famílias aceitaram Jesus pela goela abaixo. O que se sabe é que a esmagadora maioria dos conversos continuava judaizando nos sótãos e nos porões das casas que habitava.

Fernando entendeu o drama da patroa. Ele que era um consorte de araque e que nada sabia fazer a não ser usar sua pequena espada na rainha, curvou-se à decisão de Sua Majestade Isabel, tratando de papá-la no dia seguinte e continuar de boca calada, usufruindo das benesses da corte.

A Inquisição que queimava conversos em praça pública foi instaurada para impedir os judeus forçados de continuarem a judaizar.

Esta expulsão não foi a primeira desta série e nem a última.

O Império Romano começou a espalhar judeus pela vastidão das terras que lhe pertencia no mundo então conhecido, há cerca de 1900 anos passados.

Roma, a França, a Inglaterra e outras regiões da Europa, agora após os anos 1200, já com a IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA agindo claramente contra os judeus, também os enguetaram, roubaram e expulsaram.

A verdade é que a acusação mentirosa de assassinato de DEUS (JESUS) pegou como goma arábica na judeuzada, por todo o sempre. Continua pegando até hoje, a despeito da conversa mole dos papas.

Os padres, nas pontas finais, nas igrejas de bairros e províncias em todos os países, por ocasião do dito NATAL, continuam a blasfemar contra os filhos de Abraão, sob a acusação de deicídio.

A Alemanha nazista foi a campeã da Solução Final que por pouco não conseguiu lograr. Objetivo tramado por séculos pela Igreja e muito bem executado pelas SS.

O que precisa ficar claro para nós é que judeus que enfrentaram Hitler com armas tiveram uma chance. Quem não o fez, virou fumaça, encontrando a saída contra os assassinos nazistas, pelas chaminés de Auschwitz e por outras chaminés menos votadas.

Nossa chance está em aprendermos a nos defender, desde a idade escolar. Nos relacionar com outros grupos perseguidos.

No Brasil, com os afrodescendentes.

Precisamos manter sempre viva a lembrança do Holocausto, aprendendo com o passado e ensinando nossos filhos a reagir sempre ao primeiro sinal de falta de respeito com a vida judaica. Com a nossa cultura, com nossa fé e com o Estado Judeu.

Outra atitude que precisamos ter, custe o que custar, é, mais do que nunca, manter vivo nosso apoio incondicional ao Estado de Israel! Nem sempre aos governos! Mas, sempre ao Estado.

Finalmente, lembrando o 31 de março de 1492, devemos sobretudo, respeitar os Bnei Anussim, os filhos dos forçados e, trazê-los todos de volta ao seio do judaísmo. Acorda, Rabanut!!!

Por fim: “QUE OS ESPÍRITOS E AS ALMAS DE FERNANDO E ISABEL, OS HITLERES DA IDADE MÉDIA, DOS NAZISTAS AINDA EXISTENTES, DE TODOS OS INIMIGOS DE ISRAEL ARDAM, NESTE ANIVERSÁRIO DE 527 ANOS DA EXPULSÃO DOS JUDEUS DE ESPANHA, NO FOGO CONSTANTE DO INFERNO!” AM ISRAEL CHAI!!!! O povo de Israel vive!!!!

Print Friendly, PDF & Email