COMPARTILHAR

Floresta que abriga memorial de judeus assassinados durante o Holocausto na Polônia é destruída em ataques com pipas incendiarias.

Mais de mil acres de floresta na região central de Israel estão queimando em consequência de ataques com pipas incendiarias. A Floresta dos Mártires de Zaglambia ( K’doshei Zaglambia ), que fica no coração da Floresta Ben Shemen, sofreu extensos danos do incêndio florestal na última semana de maio.

Os incêndios, auxiliados por um calor escaldante de mais de 40 graus e ventos do leste, também consumiram uma das florestas mais bonitas e maiores de Israel, a floresta do Fundo Nacional Judaico ao redor do monumento do Holocausto de Zaglambia em Kdoshei.

Esta floresta foi plantada com a assistência de judeus poloneses e do KKL-JNF, em memória aos 100 mil judeus de Zaglambia, região localizada no sudoeste da Polônia, que foram mortos durante o Holocausto.

As equipes do KKL têm trabalhado arduamente para cercar e isolar os incêndios, e evitar que se espalhem para outros espaços verdes. “Os danos são tremendos, não apenas para a floresta, mas também para os animais. Foram queimadas grandes extensões da floresta”, destacou Gilad Mastai, diretor regional do KKL.

Print Friendly, PDF & Email