COMPARTILHAR

Aulas prepararão jovens com idade entre 14 e 19 anos para a 5ª edição do Brain Bee, maior competição de neurociências para estudantes do mundo

Os estudantes do Ensino Médio estão cada vez mais interessados em saber como funciona o cérebro e o sistema nervoso. Prova disso é o recorde de inscrições para a 5ª edição do Curso de Neurociências promovido pelo Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein para alunos com idade entre 14 e 19 anos. Foram mais de 700 inscritos, 32% a mais do que no ano passado.

As aulas preparatórias gratuitas ocorrem no dia 26 de janeiro e são ministradas por neurocientistas e médicos neurologistas do Einstein e instituições de ensino renomadas, como USP, Unifesp e UFABC, para estudantes que participarão da Olimpíada de Neurociências Brain Bee, que terá etapa regional em São Paulo em 16 de março.

Da anatomia e fisiologia do cérebro até doenças neurodegenerativas, entre os temas que serão abordados em aulas dinâmicas e divertidas estão: “Que áreas do cérebro de um músico são ativadas no momento em que ele toca violino”, “Os Cinco Sentidos” e “De médico e de louco todo mundo tem um pouco”.

“A neurociência é democrática. Não é preciso ser médico neurologista para estudar o sistema nervoso e a ideia deste curso preparatório e do próprio Brain Bee é despertar o interesse dos jovens na pesquisa científica e no estudo do cérebro e seu funcionamento, disciplina que não está na grade curricular do Ensino Médio”, explica Sergio Gomes da Silva, neurocientista e um dos organizadores do evento.

E é exatamente pelo fato de não fazer parte das disciplinas regulares do Ensino Médio, que os alunos estão acompanhados dos seus professores tanto durante o curso quanto na prova de competição do Brain Bee. “Queremos aproximar a escola da ciência e, por isso, esses professores de física, matemática, filosofia têm papel fundamental na disseminação do assunto. São eles que estudam nas horas livres a neurociência com os alunos que querem participar do Brain Bee e divulgam a ciência nas salas de aula”, afirma Liana Guerra Sanches, neurocientista e também organizadora do curso.

Calendário:

26/01 – Curso de Neurociências no Einstein;
16/03 – Etapa regional do Brain Bee em São Paulo;
Maio – Etapa nacional da Olimpíada de Neurociências;
Setembro – Etapa Internacional da Olimpíada de Neurociências em Deagu, na Coreia do Sul

Sobre o Brain Bee:

A Olimpíada Brasileira de Neurociências é uma iniciativa nacional para a realização de olimpíadas de Neurociências em diferentes estados brasileiros. A competição teve início em 1998, nos Estados Unidos, por iniciativa de Norbert Myslinski, professor de Neurociências da Universidade de Maryland, em Baltimore, nos Estados Unidos. Hoje, a competição está presente em vários países, com cerca de 160 comitês por todo mundo, inclusive em hospitais como o Johns Hopkins. A primeira iniciativa brasileira aconteceu em 2012 e hoje já existem sete comitês regionais. Em São Paulo, o Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein é responsável pelo curso preparatório para a Olimpíada. Mais informações no site: www.einstein.br/brainbee

Print Friendly, PDF & Email