COMPARTILHAR

Araucária é o primeiro município paranaense a instituir o “Dia Municipal de Luto e Reflexão ao Holocausto”

Com a aprovação do projeto da vereadora Adriana Cocci fica instituído o dia 9 de novembro o dia a ser lembrado e ensinado nas escolas do município o respeito às diferenças sociais, étnicas, religiosas. Nove de novembro é a data em que ocorreu a “Noite dos Cristais”, quando nazistas promoveram a destruição de centenas de sinagogas, lojas e residências judaicas na Alemanha em 1938.

Durante a votação da lei que institui data estiveram presentes na Câmara Municipal de Araucária a senhora Sara Goldstein, uma das poucas sobreviventes do Holocausto em Curitiba, a Dra. Sara Schulman, presidente do Instituto Cultural Judaico Brasileiro Bernardo Schulman e o professor Antonio Carlos Coelho, um dos diretores do mesmo Instituto e: professor de História de Israel na Evangélica.

Professores do Colégio Estadual Professor Júlio Szymanski há três anos reservam uma semana para tratar de questões sobre o Holocausto. Nesta semana são realizadas atividades com os alunos que envolvem arte, teatro, palestras com especialistas no assunto e sobreviventes do Holocausto produzido pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

O objetivo dos professores, liderados pela professora de língua portuguesa Vânia (Hadassa) Eragus, é conscientizar os jovens sobre os efeitos maléficos da descriminação racial, religiosa, econômica e social, bem como alertá-los sobre o perigo das ideologias que, aparentemente contém uma proposta nobre, mas que no entanto não passam de sementeiras da intolerância e do fascismo.

Print Friendly, PDF & Email