COMPARTILHAR

Versão do inglês para o português de um artigo publicado originalmente em italiano como “Con sguardo lucido e disincantato.” A entrevista foi conduzida por Niram Ferretti, do L’Informale, em 19 de Outubro de 2018.

Pergunta: parece que o governo Trump está seguindo a lógica do Projeto de Vitória de Israel do MEF (Middle East Forum) lançado em janeiro de 2017: reconheceu Jerusalém como a capital de Israel, fechou o escritório da OLP em Washington e cortou os fundos destinados à UNRWA (Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina) e outras entidades palestinas. Dito isso, seu ceticismo inicial no tocante à atitude do presidente Trump em relação ao conflito palestino-israelense mudou?

Resposta: eu continuo cético. No meu estendimento o objetivo maior de Trump no Oriente Médio é enfraquecer o regime iraniano. De olho nesse objetivo, ele premiou os sauditas com a venda de armas e os israelenses com a mudança da embaixada para Jerusalém. As medidas tomadas contra a Autoridade Palestina tem o intuito de pressioná-la para que ela sente na mesa de negociações e receba o que eu calculo ser uma premiação, a saber, o reconhecimento da Palestina e Jerusalém como sua capital. Se eu estiver certo, a casa vai cair.

Leia AQUI a entrevista completa…

Print Friendly, PDF & Email