COMPARTILHAR

A Federação Israelita do Estado de São Paulo (FISESP), representante da comunidade judaica paulista e entidade apartidária, vem a público repudiar a manifestação do vereador Adilson Amadeu (DEM), que chamou um colega da Câmara Municipal de São Paulo de “judeu filho da puta”. A ofensa foi dirigida ao vereador Daniel Annemberg (PSDB) durante a discussão de um pacote de projetos de lei na noite desta quarta-feira (11).

Mesmo no calor das discussões parlamentares, não há espaço para o aprofundamento de preconceitos, discriminações e divisões em nossa sociedade. Todos têm o direito democrático de se expressar, mas não podemos aceitar atos de racismo, contra a comunidade judaica ou contra qualquer ser humano. O parlamento paulistano não pode se tornar uma terra sem lei e, por isso, o vereador Adilson Amadeu deve responder criminalmente por este ato.

A FISESP já está tomando todas as medidas legais e colocando todo o seu aporte jurídico à disposição do vereador Daniel Annemberg.

Veja o momento em que o vereador perde o respeito:

Print Friendly, PDF & Email