COMPARTILHAR

A crise econômica que assola o país desde 2014 trouxe uma atmosfera de incerteza para os novos empreendedores. Aliás, mesmo quem já tem o próprio negócio ficou apreensivo.

Afinal, depois de um longo período de crescimento econômico, PIB elevado e consumo em alta, hoje o país encontra consumidores e empresários muito mais cautelosos. Lojas fechando, indústrias desmobilizando e um alto índice de desemprego da população. Não parece ser o momento de abrir uma empresa. As previsões mais animadoras de especialistas, indicam que a recessão só dê trégua em 2020.

Mas para quem trabalha pela internet, com uma loja virtual, o cenário pode ser bem diferente. Se o seu sonho de empreender vem sendo adiado por causa da crise, é legal ter um panorama sobre o real impacto sobre o seu setor.

O que você vai ler nesse artigo:

  • motivos para abrir um e-commerce (ou não);
  • vantagens de abrir uma loja virtual;
  • o real motivo de empresas fecharem em pouco tempo;
  • dicas práticas de como abrir a sua loja virtual.

Por que abrir um e-commerce, mesmo na crise?

E-commerce é o setor que mais cresceu nos últimos anos

Enquanto setores como a Construção Civil e o varejo experimentam sucessivas quedas o comércio eletrônico foi o setor que mais cresceu nos últimos anos. Por exemplo, o comércio virtual e-commerce cresceu 12% e atingiu a marca de 53,2 bilhões de faturamento em 2018. Esses dados foram revelados no relatório Webshoppers, do Ebit/Nielsen.

Mesmo em meio a greve de caminhoneiros, Copa do Mundo e outros eventos que desaceleraram as vendas, as lojas virtuais experimentaram um enorme crescimento nas vendas.Isso se deve principalmente ao fato de que, com a crise, os consumidores estão mais cautelosos e buscando economizar, inclusive tempo, na hora de comprar. Os preços e condições atrativos dos e-commerces também facilitam muito na hora da escolha.

Novos consumidores na internet

Em uma loja física, você estará inevitavelmente restrito ao público local, seja do bairro, cidade ou região onde mora. Atualmente, é raro pessoas que se deslocam muito longe para comprar. Essa prática já nem é lucrativa, dado o aumento dos combustíveis. A vida corrida, o stress do trabalho e a busca por preços mais competitivos, tem trazido cada vez mais pessoas para a internet.

Para se ter uma ideia, comparando os dados de 2014, quando começou a crise, até 2018, os números são bastante animadores. Com números inexpressivos em 2014, em 2019, 74% da população com acesso à internet já compra online. Destes, 93% afirmam que pesquisam online antes de comprar presentes, como o do dia das mães.

E ainda há muito a crescer. Atualmente, apenas 70% dos brasileiros têm acesso à internet, seja em casa ou pelo smartphone. Ou seja, a cada dia novas pessoas estão chegando à internet e o mercado tende a crescer muito.O potencial é imenso, afinal, são milhões de oportunidades chegando todos os dias. Ter uma loja virtual pronta para receber seus novos clientes vai transformar o seu negócio.

Vantagens de abrir uma loja virtual

Ter uma loja virtual tem muitas vantagens em relação a outros empreendimentos, inclusive, sobre lojas físicas. Não somente devido ao baixo crescimento do varejo, que foi de apenas 2,3% em 2018. Mas também, por características inerentes ao e-commerce que você precisa conhecer. Veja alguns exemplos de como um e-commerce pode ser a melhor escolha para seu negócio:

  • baixo investimento se comparado com uma loja físicas
  • não precisar pagar aluguel
  • abrir uma loja virtual é muito mais rápido
  • não há burocracia com documentos e deslocamentos excessivos
  • mais fácil de alcançar o público certo (não há limites geográficos)
  • possibilidade de variar nichos e produtos de forma ilimitada.

Como abrir sua loja virtual

O processo de como abrir uma loja virtual é o mesmo, com ou sem crise. Em resumo: escolher o produto a ser vendido, contratar um site, cadastrar produtos…

No entanto, o mais importante aspecto a ser considerado, com o mercado em recessão é o quanto isso pode afetar suas vendas, depois da loja no ar,

A seguir, algumas de nossas dicas para abrir sua loja virtual e lucrar muito mesmo com a crise.

1) Crise, aqui?

Em primeiro lugar, saber qual a situação do mercado que vai atuar é muito primordial. Mesmo com todo o crescimento do e-commerce, alguns setores estão mais afetados pela crise. Estude bem o seu mercado e seus concorrentes, procure saber o cenário e se possível, opte por setores que vendem bem. Confira a nossa lista com os mais vendidos dos e-commerces.

2) Planejamento em primeiro lugar

Conforme exaustivamente informado pelo SEBRAE, 60% das empresas fecham antes de completar 5 anos de operação. O número é assustador para quem pensa em abrir o próprio negócio. No entanto, há como se precaver dessa alta taxa de mortalidade.

Os relatórios revelam que o principal motivo da baixa sobrevivência das empresas é a falta de planejamento estratégico. Certamente, conhecer seu mercado e ter uma boa análise da concorrência, fornecedores, clientes, integração de processos e principalmente, um plano a longo prazo, vai fazer com que a estatística não assuste mais.

3) Invista em conhecimento

Abrir uma loja virtual exige conhecimento que mesmo gestores já experientes não possuem. Afinal, é um mercado novo e mais veloz, com maior necessidade marketing (principalmente o digital e mídias sociais) e relacionamento com clientes.Além disso, é necessário conhecer bem o seu produto, gerenciar bem a logística de operações e investir em ferramentas de segurança para seu e-commerce.

4) Seja prático e economize

Em suma, para começar uma loja virtual, você precisa essencialmente de um site (e-commerce ) e só. É possível encontrar no mercado programadores para desenvolver uma loja para você. E isso também pode tomar tempo e ser um investimento razoável.

Aqui, digo razoável porque ainda é irrisório em relação ao valor investido em alugueis de uma loja, por exemplo. Mas é um investimento que em tempos de crise, todos devem zelar pelo patrimônio e economizar, inclusive empreendedores.

Por isso, existem plataformas em que você mesmo pode criar sua loja virtual em minutos com um custo excelente. É o caso da Shopify, que também oferece parcerias e é uma das maiores plataformas de e-commerce do mundo, que disponibiliza modelos de lojas virtuais totalmente customizadas e ainda tem um período gratuito.

Então, nesse período você pode criar a sua loja e começar a vender no dia seguinte (ou até no mesmo dia, dada a sua disponibilidade). Além disso, na prática, quando encerra o período de testes você já pode ter lucrado bem mais que o valor do investimento mensal, que é bem acessível.

Print Friendly, PDF & Email