COMPARTILHAR

Rabino Nilton Bonder participou do evento que lotou três salas do Cinemark no Shopping Higienópolis

A Congregação Israelita Paulista (CIP), a Comunidade Shalom e o Beth-El comemoraram o sucesso da pré-estréia beneficente do filme “Alma Imoral”. A obra, com direção de Silvio Tendler, é baseada no livro do rabino Nilton Bonder, que esteve presente ao evento.

Bonder, personagem condutor, parte numa jornada na busca da Alma Imoral pelo Brasil, EUA e Israel, entrevistando destacados transgressores do pensamento e da atualidade em sua própria “tribo”. Tratando o particular como modelo para o universal, como o fez no sucesso da obra teatral, Bonder parte de seu próprio mundo e tribo para abordar adultério, ateísmo, homossexualidade, traição, rompimento e inovação na diversidade da política, religião, arte e ciência. As entrevistas são entremeadas por coreografias da Cia de Danças Debora Colker.

Passagens e mitos bíblicos revelam a arte de transitar no território da interdição e da transgressão e trazem uma nova reflexão sobre o que é lícito e apropriado, sobre o tabu e sua quebra. Um filme sobre a importância da transgressão para impulsionar a vida.

Após a exibição do filme, que lotou três salas do Cinemark, o rabino Nilton Bonder, juntamente com os rabinos Michel Schlesinger e Adrian Gottfried, participou de um debate com o público.

“Alma Imoral” é um projeto instigador, poético e filosófico que mostra que a transgressão é o elemento capaz de renovar a vida, de impulsioná-la a um novo horizonte de possibilidades”, destacou Bonder.

A pré-estréia ganhou destaque na edição desta quarta-feira, 03 de abril, no Bom Dia SP. Confira AQUI.

Print Friendly, PDF & Email