Ivone Zeger

Início ARTIGOS Ivone Zeger

Dá licença, eu quero amar meu filho!

Está ficando longe o tempo em que um pai mal sabia segurar seu filho recém-nascido no colo.

Para ser alguém na vida

Para quem mora em áreas urbanas e, principalmente, nos bairros centrais, é preciso um esforço para imaginar dificuldades em se registrar um filho.

Ao sair, deixe seu preconceito em casa

A lei determina a detenção para quem discrimina mulher, homossexual, negro ou nordestino.

Feliz Dia do Cunhado, papai! Um parente é para sempre.

Imagine a cena: a mãe ouve o filho chamar o pai, ex-marido dela, de cunhado.

Ficou difícil dirigir?

Um carro novo com adaptações pode facilitar a vida de muita gente

Deixar herança para quem não existe?

As possibilidades da reprodução assistida desafiam as leis.

Somos todos paparazzi

Um celular na mão e muitas ideias – nem sempre boas – na cabeça.

Declare seus desejos antes de morrer!

Partilhar os bens em vida pode evitar muita confusão.

Você já ouviu falar em codicilo?

Diferentemente dos testamentos, entre outros aspectos, de haver no mínimo três testemunhas, o codicilo não exige a presença ou assinatura de testemunhas.

Paternidade: antes tarde do que nunca

Surpreendente, a paternidade reconhecida em testamento deixa qualquer família em alvoroço.

Quem nasce quer uma pátria, às vezes duas!

Por causa de um acontecimento imprevisto, ou um “jeitinho” para garantir duas cidadanias, as fronteiras se alargam para as crianças que chegam ao mundo.

Você é o feliz proprietário?

Sem o registro, o proprietário não pode, por exemplo, ser fiador, pois o imóvel não será uma garantia.

SIGA O PLETZ NAS REDES SOCIAIS

10,165FãsCurtir
72SeguidoresSeguir
2,899SeguidoresSeguir
3,635SeguidoresSeguir
5,382SeguidoresSeguir
639InscritosInscrever