COMPARTILHAR

Em 18 de julho, por ocasião da solenidade comemorativa dos 75 Anos do Desembarque da Força Expedicionaria Brasileira na Italia em 1944, a Casa da FEB recebeu a visita do Diretor-Presidente do Instituto Memorial do Holocausto do Rio de Janeiro, Marcelo Rotenberg, que percorreu o Museu da FEB, e trocou ideias com o Presidente da Casa da FEB Dr Breno Amorim e Vice-Presidente Israel Blajberg sobre a inclusão de temas alusivos a participação do Brasil na 2ª Guerra Mundial no Memorial do Holocausto ora em construção.

Historicamente há uma forte relação entre a luta das 19 Nações Aliadas que derrotaram o nazi-fascismo, entre as quais o Brasil, e a sustação do infame Holocausto, como consequência direta da derrota do III Reich. Por isso mesmo, diversos museus judaicos e do Holocausto como Yad Vashem (Jerusalem), POLIN (Varsovia), USHMM (Washington), Museu da Tolerancia (Moscou) e outros possuem em seus acervos elementos sobre as forças aliadas e seu papel no combate ao nazismo.

Durante a 2ª. Guerra Mundial, cerca de 40 mil militares integraram as forças brasileiras de terra, mar e ar. Lamentavelmente, 1500 brasileiros perderam a vida no nosso litoral pela ação criminosa dos submarinos nazistas, e 500 militares tombaram na Italia.

Autoridades civis e militares prestigiaram a solenidade, entre os quais os ex-combatentes Tenente Dr Israel Rosenthal da FEB, e Tenente da Marinha Melchisedech Afonso de Carvalho, Sr Vladimir Tokmakov Consul Geral da Federação da Russia no Rio de Janeiro, Sr Bryan Chamberlain, Consul da Area Politica do Consulado Geral dos EUA no Rio de Janeiro, Sr Jose Gomes de A. Filho, Assessor da Secretaria de Governo e Relações Institucionais, representando o Governador Wilson Witzel, Sr Justino Carvalho, Assessor Especial, representando o Prefeito MARCELO BEZERRA CRIVELLA e Sra. Gabrielle Guimarães – Assessora-Chefe de Planejamento e Cooperação Multilateral do Gabinete do Prefeito.

Fotos: Divulgação / Assess. Com Social / CFEB

Print Friendly, PDF & Email