COMPARTILHAR

Neste último domingo tivemos uma forte demonstração de democracia em nosso país.

Apesar do grande número de votos em branco e nulos, a população brasileira escolheu livremente seu presidente: o direitista Jair Bolsonaro.

Esta escolha, longe de refletir meus valores e princípios, é a expressão nas urnas da maioria dos brasileiros e, por isso, devemos respeita-lá.

Diante desta escolha, diferente das ideias e propostas que apresentamos durante as eleições, nos cabe uma grande reflexão.

As manifestações de 2013 e a eleição de Dilma Rousseff já anteviam uma cisão entre nossos cidadãos e a política desempenhada.

Com o PT no poder por 13 anos, percebemos sua inépcia, sua arrogância, sua corrupção e seu plano de governo baseado na compra despudorada de votos tanto no Congresso, como no clientelismo e fisiologismo das políticas sociais petistas.

Podemos dizer que o surgimento de Bolsonaro e sua vitória eleitoral, são consequência das mazelas econômicas, sociais e morais deixadas pelo Partido dos Trabalhadores.

Agora, nos resta sermos vigilantes dos atos de quem está chegando. Todos os que se opõem a esta onda conservadora que varreu o país devem agir com responsabilidade e respeito à soberania popular.

Devemos exercer uma oposição responsável e que se paute nos nossos valores de salvaguardar os direitos e a diversidade humana, proteger os segmentos vulneráveis e preservar as conquistas sociais.

Nosso objetivo é diminuir a pobreza fortalecendo o SUAS (Sistema Único de Assistência Social), apostar na Educação Básica e destinar mais recursos federais visando fortalecer o SUS para garantir uma Saúde que atenda a todos os brasileiros com eficiência.

Mas, também, uma oposição consciente, colaborando com propostas legislativas positivas do novo governo, sem apostar, como o PT sempre praticou, “quanto pior, melhor.” Vamos lutar pelas reformas da previdência, política e tributária, para que o Brasil volte a crescer de forma consistente e sustentável.

Pessoalmente, vou me colocar à disposição da sociedade e do meu partido, o PSDB, para debatermos, em conjunto com o governo Bolsonaro e sua equipe, grandes ideias e projetos que melhorem de fato a vida dos brasileiros.

Os 11 milhões de votos a mais conquistados pelo novo presidente são importantes e demandam um otimismo cauteloso, torcendo para que Jair Bolsonaro e seus colaboradores tenham o compromisso de governar para todos respeitando a Constituição, a Democracia e os Direitos Humanos.

Uma página da história do Brasil foi virada. Começamos um novo tempo e todos nós devemos torcer e acreditar que dias melhores virão.

Print Friendly, PDF & Email