COMPARTILHAR

No próximo domingo, dia 27 de janeiro, às 10h30, a Federação Israelita do Paraná, a Comunidade Israelita do Paraná (Kehilá do Paraná) e o Museu do Holocausto de Curitiba promovem um Ato Solene em Memória das Vítimas do Holocausto. Será no Museu do Holocausto, no Centro Israelita do Paraná – Rua Coronel Agostinho Macedo, 248, Bom Retiro, Curitiba (PR).

“O 27 de Janeiro, estabelecido pela ONU em 2005, é mais um passo no processo de universalização da memória da Shoá. Trabalhando o Holocausto nesta perspectiva, é possível transmitir suas lições éticas, aproximando-as dos dias de hoje. Seres humanos continuam discriminando, perseguindo e assassinando outros seres humanos”, afirma Carlos Reiss, Coordenador Geral do Museu do Holocausto de Curitiba, o primeiro do Brasil.

“Esta é uma data dedicada à homenagem das milhões de pessoas que foram torturadas e mortas nos campos de concentração comandados pelo 3º Reich durante a Segunda Guerra Mundial. Este ano também serão comemorados os 75 anos do desembarque das Tropas Brasileiras na Itália, em 1944”, declara o presidente da Federação Israelita do Paraná, Isac Baril.

O 27 de Janeiro foi escolhido por ter sido a data, em 1945, que aconteceu a libertação do complexo de extermínio de Auschwitz-Birkenau, na Polônia, considerado o principal do regime nazista. O Museu do Holocausto de Curitiba tem o registro de mais 100 sobreviventes do Holocausto que chegaram ao Paraná para recomeçar suas vidas. Atualmente, são vivos e residem na capital: Amnon Czerny, Samuel Grimbaum, Virgil Trifan, Gert Drucker, Peter Aizescu, Raquel Nejberger. Para a cerimônia, foram convidados os sobreviventes e seus familiares, Corpo Consular, autoridades e líderes das entidades judaicas no Paraná.

Print Friendly, PDF & Email