COMPARTILHAR

Como já vem se tornando tradicão, a Federação Israelita do Rio Grande do Sul anuncia mais uma iniciativa cultural tendo como pano de fundo a música erudita.

Após as experiências bem sucedidas com a Orquestra Filarmonica de Israel, o concerto com o pianista Arnaldo Cohen e a apresentação da Orquestra de Câmara de Salzburg, o Concerto em comemoração aos 64 anos da Independência do Estado de Israel e aos 40 anos de carreira do pianista Arnaldo Cohen será executado pela Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro, no dia 13 de agosto, às 21h, no Theatro São Pedro, sob a regência do maestro Antônio Carlos Borges Cunha, com a participação do solista homenageado, Arnaldo Cohen, ao piano. Além homenagear as datas comemorativas, o evento busca brindar toda a sociedade gaúcha.

Visando prestar um reconhecimento a aqueles que valorizam o trabalho comunitário e contribuem para que a Federação Israelita possa manter seu trabalho de representatividade, a FIRS está proporcianando um diferencial para os seus contribuintes e para os associados de suas entidades filiadas. Parte dos ingressos terão descontos especiais e a sua venda será dividida em três etapas. A primeira, entre os dias 03 e 20 de julho, onde terão prioridade os Amigos da Federação – contribuintes em dia; a segunda, entre os dias 21 e 31 de julho, o benefício será estendido para entidades filiadas da FIRS e seus associados. Apenas depois do vencimento desse período é que a venda será aberta ao grande público com o preço normal.

A Orquestra

A Orquestra de Câmara Theatro São Pedro foi criada em 1985 e desde então é mantida somente com apoio da iniciativa privada, sendo a única Orquestra com estes moldes no país. No histórico de apresentações da OCTSP, constam músicos de renome internacional. Entre estes, Yara Bernette, Luís Ascot, Ranson Wilson, Yamandu Costa, Nelson Freire, Charles Rosen, Sumi Jo, Ann Schein, Altamiro Carrilho, Nicanor Zabaleta, Zygmunti Kubala, Jean Pierre Rampal e Antonio Meneses. Representam a música popular brasileira, as participações como solistas, de Adriana Calcanhoto, Wagner Tiso, Ivan Lins, Joyce e outros. Regeram a Orquestra, Arlindo Teixeira, José Pedro Boéssio, Ernani Aguiar, Ayrton Pinto, Lavard Skou Larsen, Fredi Gerling e Lutero Rodrigues. Atualmente, a OCTSP tem como regente titular e diretor artístico, o maestro Antônio Carlos Borges Cunha. Dentre as grandes montagens, destacam-se as óperas La Serva Padrona, de Giovanni Batista Pergolesi e O Barbeiro de Sevilha, de Gioacchino Rossini. Outra grande atração foi a Novena à Senhora da Graça, poema bailado para quarteto de cordas, piano e narrador, além de bailarinas e dramatização. Uma fusão do conteúdo dos versos do escritor, tradutor e poeta gaúcho Theodemiro Tostes, com a música do compositor também gaúcho, Luís Cosme.

Antônio Carlos Borges-Cunha

Compositor e regente, Antonio Carlos Borges-Cunha é professor orientador do Programa de Pós-Graduação em Música da UFRGS, regente titular da Orquestra Sesi/Fundarte e diretor artístico da Orquestra de Câmara Theatro São Pedro. Borges-Cunha tem participado como convidado em eventos nacionais e internacionais. Suas composições têm despertado o interesse de intérpretes e do público pelo conteúdo expressivo e força dramática, resultantes de sonoridades que integram linguagens e culturas musicais aparentemente antagônicas. Como regente, Borges-Cunha tem contribuído para a atualização permanente do repertório e renovação do interesse do público pela música de concerto, conciliando o repertório tradicional com as múltiplas tendências da musica atual, incluindo encomendas e estréias de novas obras. Borges-Cunha é Doutor em Música pela Universidade da Califórnia, San Diego, onde estudou com Roger Reynolds, Harvey Sollberger e Brian Ferneyhough. No New England Conservaory, Boston, estudou composição com Robert Cogan e regência orquestral com Pascal Verot. No Brasil seus principais professores foram: H. J. Koellreutter, Armando Albuquerque, Arlindo Teixeira e Milton Masciadri. Borges-Cunha recebeu o título de Mestre em Música no New England Conservatory com dois títulos honoríficos: Academic Honors and Distinction in Performance.

Arnaldo Cohen

Arnaldo Cohen nasceu no Rio de Janeiro em 22 de abril de 1948 e é um dos mais importantes pianistas brasileiros. Foi o único aluno da história da universidade brasileira a obter grau máximo em piano e violino pela Escola de Música da UFRJ. Também venceu o prêmio Busoni de piano na Itália e radicou-se em Londres em 1981, onde viveu por cerca de 20 anos. Na Inglaterra lecionou na Royal Academy of Music e no Royal Northern College of Music, onde recebeu o título de Fellow Honoris Causa. Também foi condecorado pelo governo brasileiro com a Ordem do Rio Branco pelos serviços prestados na área cultural. O interesse pela vida acadêmica o levou a participar de concursos internacionais, como jurado, a exemplo do Concurso Chopin, em Varsóvia. Cohen já realizou mais de dois mil concertos pelo mundo, em teatros de prestígio como o Concertgebouw (Amsterdã), Champs Elysées (Paris), Albert Hall (Londres), a Sydney Opera House (Austrália), Teatro Municipal do Rio de Janeiro, entre muitos outros. Recentemente, o pianista figurou na lista das dez melhores gravações da revista Gramophone, bíblia do mercado fonográfico, lugar ocupado pela primeira vez por um artista brasileiro. Arnaldo Cohen transita também com desenvoltura pelo campo camerístico, sendo que, durante vários anos, integrou o Trio Amadeus, além de atuar regularmente com quartetos como o Lindsay, Endellion, Orlando, Chilingirian, entre outros. Desde 2004 vive nos Estados Unidos, tornando-se o primeiro músico brasileiro a assumir uma cátedra vitalícia na Escola de Música da Universidade de Indiana. A BBC Magazine definiu-o como um “raro fenômeno.” E, para o selo sueco Bis, Cohen gravou CD dedicado exclusivamente à música brasileira. O trabalho recebeu a seguinte crítica do jornal inglês The Times: “Cohen é possuidor de um técnica extraordinária e capaz de chamuscar as teclas de piano ou derreter nossos corações”. Programa – Beethoven: concerto para piano nº 3 e nº 5.

Serviço:
Concerto em comemoração a Independência do Estado de Israel e aos 40 anos da carreira de Arnaldo Cohen
Orquestra de Câmara do Teatro São Pedro
Data: 13 de Agosto de 2012 – Horario: 21h
Solista: Arnaldo Cohen – Regente: Antônio Carlos Borges -Cunha
Horários Bilheteria:
Em dias de espetáculos – 13h às 21h
Em dias que não há espetáculos: 13h às 18h30min
Sábado: das 15:00h às 21:00h
Domingo: das 15:00h às 18h
Dúvidas e informações pelo telefone 51-3019.4600 com Ilana.

Fonte: FIRS

Print Friendly, PDF & Email