COMPARTILHAR

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, realizou vídeo-conferência com embaixadas de oito países em cerimônia de acendimento da primeira vela de Chanucá.

Uma das embaixadas escolhidas foi a do Brasil e o presidente da Acib, Hermano Wrobel, participou da cerimônia a convite do embaixador Yossi Shelley.

Chanucá, a festas das luzes, começou ontem com o acendimento da primeira vela e termina no dia 20, com o acendimento da 8ª e última vela.

Chanucá é a festa que comemora a vitória dos judeus sobre o Império Selêucida, em 165 A.E.C (antes da Era Comum), e a purificação do Templo Sagrado, em Jerusalém. Em hebraico, Chanucá significa inauguração.

A festa tem esse nome para lembrar que, após a profanação pelos selêucidas, o templo foi “reinaugurado”. Para marcar o evento, era necessário o acendimento da menorá, o tradicional candelabro judaico de sete braços. Porém, foi encontrado um único frasco de óleo puro para acendê-lo, quantidade que não era suficiente para mais de uma noite.

Mesmo assim, o candelabro foi aceso e manteve sua chama durante as oito noites que levaram até a preparação de um novo óleo. Por isso, Chanucá também é chamada de “Festa das Luzes”.